sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Mote: Quando tropecei cai, levantei, segui de novo...


 Tudo que eu vejo na vida,

Sou sensível, me comovo!

Se tem pedra em meu caminho,

Empurro ela e removo!

Mais pedras estão ali;

Quando tropecei cai,

Levantei, segui de novo!


Enquanto uns comem bife

Muita gente come ovo!

Na vida se ver de tudo,

E o show da vida é o povo!

Eu andando por aí;

Quando tropecei cai,

Levantei, segui de novo.


(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

O meu jeito...

 



A minha roupa é bem simples,
O meu dente é de marfim!
O meu chinelo é de couro,
Sem ouro em cima de mim!
A minha força é de bruto!
O meu jeito é de matuto
Do começo ate o fim.

A minha cara é a do nordeste,
O meu sertão? meu lugar!
O meu santo é Jesus Cristo,
A moradia é o meu lar;
Minhas filhas? o meu tesouro!
São duas bolas de ouro
Que Aninha pode mim dá.

A minha vontade é pouca,
Mas eu sei que vou vencer!
Meu juízo é de talento,
Meu sol? é pra amanhecer!
Minha vida é bem vivida;
E assim vou levando a vida
Ate quando Deus querer.

(Lalauzinho de Lalau)

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Mote: Se eu contar a psicóloga, acho que quem chora é ela...



Meus medos, minhas angústias,

Minha alma não revela!

Meus desejos, minha prenuncia,

Raiva que deixa ceguela!

Vem de uma vida tecnóloga;

Se eu contar a psicóloga,

Acho que quem chora é ela.


Se eu contar a minha história

Pra ouvir os conselhos dela!

Falar das pedras e espinhos,

Da sede em minha goela!

Nessa condição homóloga;

Se eu contar a psicóloga,

Acho que quem chora é ela.


(Lalauzinho de Lalau)

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Com a letra "A" eu escrevo...

Com A eu escrevo anel,

Asa, amor, abacaxi!

Andorinha, adormecida,

Ave, abre, adeus, aqui!

Alvorada e ambição,

Astúcia, ar, avião;

Astuto, amarelo, Almir.


(Lalauzinho de Lalau)


segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Com a letra R eu escrevo...

 


Com R escrevo Roseta,

Riso, rio, riachão!

Risada, redemoinho,

Rua, rancho, ribeirão,

Ribanceira, rei, rainha!

Radical, rede, Ridinha;

Rivotril, revolução.


(Lalauzinho de Lalau)

sábado, 16 de outubro de 2021

72 anos do poeta Antonio Francisco...

 




São seus setenta e dois anos

De estrada e poesia!

Setenta e dois versejando

Com bastante maestria!

O poeta da lagoa

Que recita coisa boa,

Da mente que tanto cria.


São só setenta e dois anos

Que ele vai completar!

Muitos amigos, poetas,

Com certeza vai pra lá!

Uma noite de muito agrado;

Se sinta aí convidado,

Vamos todos festejar.


(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Agradeço a toda vaqueirama que veio aplaudir o poeta na cavalgada do Sítio Morcego em Campo Grande-RN...

 


Valeu Galego de Quincola,
Valeu Grimaldo Gondim!
Valeu toda a vaqueirama
Que chegou junto de mim!
Nilson e Júnior da Arioza;
Não faltou rima e nem prosa
Teve verso até o fim.

Obrigado Bibi de Nenca
Veio me recepcionar!
Ele que é o prefeito
Desse bonito lugar!
Agradeço a vaqueirama;
Nossa festa foi bacana,
No outro ano estarei lá.








(Lalauzinho de Lalau)