sábado, 30 de agosto de 2014

Oitenta e quatro de idade de luz e de poesia...



O velho que eu tenho em casa
É a minha grande companhia
Hoje está de idade nova
Poeta que ainda cria
No caderno da verdade
Faz oitenta e quatro de idade
De luz e de poesia

É Lalau de Lalauzinho
Que hoje aniversaria
Ainda de tudo faz
Planta rega e depois cria
Humilde sem vaidade
Oitenta e quatro de idade
De luz e de poesia

O avô de Carol e Julia
Que trás a historia do dia
Que abraça as netas que ama
Que abençoa e acaricia
Com seu ato de bondade
Oitenta e quatro de idade
De luz e de poesia

Vamos cantar parabéns
Cantem todos com alegria
Vamos comer do seu bolo
Porque hoje é o seu dia
É grande a felicidade
Oitenta e quatro de idade
De luz e de poesia

(Lalauzinho de Lalau)

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Dia 29 de agosto é o dia do vaqueiro nordestino...



Homem bravo e muito forte
Cumpridor do seu destino
Vivencia a sua labuta
Deis do tempo de menino
Chapéu de couro e gibão
Calos secos em sua mão
É o vaqueiro nordestino

O seu relógio é o galo
O chocalho é o seu sino
O cavalo é o seu transporte 
A mulher pari um menino
E ele diz: eu tomei gosto
É vinte nove de agosto
Dia do vaqueiro nordestino

(Lalauzinho de Lalau)   

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Minha folga é prolongada...

 

Estou de folga do rádio
Agora é mais uma vez
Que eu me ausentei da Rede
 Mas vai ser só por um mês
Fui trabalhar na política
E aqui a saudade fica 
Com saudade de vocês

A rádio me liberou
Sei que a saudade é danada
Estou com o amigo Betinho
Nessa nossa caminhada
E eu tinha que lhe dizer
Que da nossa RPC
A minha folga é prolongada

Mas estou sempre no blog
Passando a informação
Pra você que me acompanha
Eu estou na televisão
Isso é toda quarta feira
Minha pisada é certeira
Todo ano de eleição

Nunca abandonei meu grupo
Sempre estou na caminhada
Não gosto de enrolação
Minha palavra foi dada
E hoje eu vou ate o fim
E na rádio vai ser assim
Minha folga é prolongada

(Lalauzinho de Lalau) 
 

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Preso é encontrado embaixo da cama mais de 30 horas após rebelião no Paraná...


Um preso estava sumido
Depois da rebelião
Com o saldo de cinco mortos
Devido a motivação
Sendo dois decapitados
Um sumido e encontrado
Embaixo do seu colchão

Só depois de trinta horas
Numa das alas queimada
Tudo acabou nessa terça
Por volta da madrugada
Quando tudo levou fim
Depois do grande motim
A cama ficou forrada

Forrada e embaixo dela
Ali naquele momento
O preso que era sumido
Na marca do esquecimento
Foi encontrado deitado
Doente e debilitado
Deve sorte esse detento

Ninguém não sabe se ele
Queria sobre sair
Daquela situação
  Que ele se encontrava ali
Ou queria ser esperto
Depois de tudo deserto
Dava mesmo pra fugir

Mas será investigado
O que aconteceu por lá
No presídio em Cascavel
Pra bandas do Paraná
Esse aí ficou com fama
Correu pra baixo da cama
Pra ninguém não lhe pegar

(Lalauzinho de Lalau)
   

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Hoje é o dia do soldado...


De capacete e coturno
Só anda municiado
De cassetete na mão
Sempre com a arma de lado
Se está fardado é afoito
25 de Agosto
Hoje é o dia do soldado

Sua farda é camuflada
Seu coturno é engraxado
Sabe bater continência
Às vezes é subordinado
Na profissão que dá gosto
25 de agosto
Hoje é dia do soldado

(Lalauzinho de Lalau)

domingo, 24 de agosto de 2014

Quem apoia o meu repente...

 

Quem apoia o meu repente
É rádio RPC
É a nossa SC TEC
 Também o nosso IPP
    E o nosso Comercial Rêgo
Trás o verso com sossego
E eu conto tudo a você

SC TEC

SC TEC em Recife
E também no Ceará
Com mais tecnologia
E um preço bem popular
No Rio Grande do Norte
A SC TEC é forte
Em Mossoró bom lugar

IPP


Lá é o colégio exato
Para o seu filho aprender
Com ensino de qualidade
Pai e mãe têm que saber
Que lá é o melhor lugar
 Para o filho estudar
Só tem mesmo o IPP

COMERCIAL RÊGO


Na hora de construir
E também de reformar
Tudo para a construção
Com um preço bem popular
O Rêgo é a opção
Divida no seu cartão
Todo mundo passa lá

 LOCAVELTHE

Sem esquecer a Locavelthe
E a rádio RPC
Essa é quem mais divulga
O que eu posso escrever
E o Clube do Vaqueiro
Meu verso corre Ligeiro
Tudo é feito pra você

CLUBE DO VAQUEIRO

(Lalauzinho de Lalau)

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Kid Bengala, Mulher Pera e Toninho do Diabo fazem debate "zoeira"...



Arte/UOL

Tem de tudo na política
E o voto diz: eu me acabo
 Tem Kid e sua bengala
Tem pera por todo lado
E essa nação brasileira
Começa a ouvir zoeira
Com Toninho do Diabo

Meu Deus do céu é tanta coisa
Tanta fome e agonia
Com tanta desigualdade
Nesse mar de hipocrisia
Com tanto carro de som
Se ganhar não fosse bom 
Ir pra lá ninguém queria

Por isso que a briga e feia
Na disputa eleitoral
Na corrida atrás do voto
Tem muita cara de pau
 Dizendo: eu sou mais feliz
Vou consertar o país
De um jeito bem natural

Fazendo creche e escolas
Fazendo mais hospitais
Bolsa família pra todos
Bolsa feira e o bolsa gás
Minha casa minha vida
Vou trabalhar sem medida
Fazendo o que ninguém faz

E esses são os candidatos
Tanto candidato mala
Querendo ganhar vantagem
Com humor nada se abala
Tem Toninho do Diabo
Mulher Pera vem de lado
Também o Kid Bengala

(Lalauzinho de Lalau)