sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Ministério Público intima Lula a depor sobre tríplex...

GUARUJA, SP, BRASIL. 23.12.2014. O predio na praia de Asturias, na orla de Guaruja que segundo apuracao da reportagem o ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva e dono da cobertura. (Foto: Moacyr Lopes Junior/Folhapress, PODER). ***EXCLUSIVO*** ORG XMIT: AGEN141223181554671 
Fonte-UOL 

O ano começa assim
Com tudo tumultuado
Com mais investigações
 Com Lula sendo intimado
A notícia do momento
É sobre um apartamento
Um tríplex investigado

Mas o seu advogado
Já veio pronunciar
Que o ex presidente Lula
 Nunca saiu pra comprar
Nem avista ou parcelado
O tríplex investigado
Que fica no Guarujá

E o Ministério Público
Já fez a intimação
Pede que Luiz Inácio
Venha depor na questão
Venha dizer a verdade
Falar com sinceridade
Sobre essa acusação

E o seu depoimento
Já vai ser em feverreiro
Já no dia dezessete
Se não mudar o roteiro!
Vamos ver Lula depor
Pra saber se ele comprou
Viva o Brasil brasileiro

(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O bom da vida é viver...

Pensei que a vida enfadava
De tanto trabalho e luta
Pra descansar meu juízo
Sentei-me na terra bruta
Atrás de escutar a vida
Será que a vida me escuta?

E perguntei para a vida
Vida que me dá prazer
Me responda por favor
Eu queria esclarecer
Porque uns tem tanta vida 
E outros com pouca vida
Pelejando pra viver

Porque uns vivem na seca
Sem ter água e sem ter pão
Minguando atrás de uma gota
E outros cavando o chão
Estruindo água com cloro
Poluindo o ar sonoro
Com suada e confusão

Porque uns vivem na vida
E reclamam sem saber
Ô meu Deus, meu Jesus Cristo
Ajude-me a resolver
E diz: merda furou o meu pneu
Porque dois reais perdeu
A Deus vai se mau dizer

Tem gente cheio de vida
Com o bolso cheio de grana
Só vive se mal dizendo
Da sua vida reclama
E diz que está aperreado
Pior é quem está deitado
Doente em cima da cama

Tem gente que diz que vevi
E vevi ate numa boa
E tem gente que diz que vive
E vive vivendo a toa
Porque quem vevi Tem Deus no peito
Quem vive diz: não tem jeito 
  Não tem fé essa pessoa

Não importa falar errado
Ou correto no saber
A vida só quer que viva
Com Deus saúde e prazer
Superando os obstáculos
Aí Jesus lhe abre os braços
Porque o bom da vida é viver

Não existe vida velha
Vida jovem ou vida nova
A vida só tem um tempo
É aquela cheia de prosa
Vida prosa, prosa bela
Mas saiba que um dia ela
Bate asas e vai embora

Eu tenho uma linda vida
Eu sou rico ate demais
Porque como todo dia
Tem vida meu velho pai
Tendo Deus a fé que me guia
Ana Júlia, Ana Carolina, Aninha
Que me trás alegria
O resto eu corro atrás

Por isso eu falo pra todos
Não vamos se mau dizer
Tendo saúde no corpo
Tendo comer pra comer
Tendo Deus palavra querida
Você pode gritar pra vida
O bom da vida é viver
 
(Lalauzinho de Lalau)

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Ausente do blog...

Estava ausente do blog
Vou dizer qual a razão
Probleminhas na saúde
Uma alta na pressão
Um pouquinho adoentado
Hoje estou bem melhorado
Sem nenhuma alteração

Deve ser o corre corre
Desse nosso dia a dia
A pressão foi nas alturas
Deu-me ate arritmia
No eletrocardiograma
Fiquei deitado na cama
Só pra ver o que daria

Eu vou fazer um checape
Vou ter que me consultar
Vou procurar algum médico
Que possa me receitar
Não quero preocupação
A vida é quem tem razão
Vamos ver no que vai dá

(Lalauzinho de Lalau) 
 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Dólar sobe e fecha a R$ 4,166, novo recorde desde criação do real, em 1994...

Em 2016
Nossa moeda atual
Conhecida atualmente
Como o famoso real
Sofre consequentemente
 No bolso de muita gente
Muito desproporcional

O dólar agora atingiu
O maior valor do real
A moeda americana
Sobe como um vendaval
Deixe eu falar pra vocês
Sobe a  4,16
É o dólar matando a pau

E eu sem ter nem um real
Sem fazer nem um esforso
Vendo o desce e o sobe dele
Devendo ate o pescoço
Sem o salário do mês
Vejo o dólar a 4,16
Sem ter um real no bolso

(Lalauzinho de Lalau)

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Todos nós contra um mosquito...

Resultado de imagem para logo todos contra a dengue

Meu verso já falou tudo
Já falou de periquito
Falou de corrupção
De tradição e de mito
Já falei da natureza
Mas vou dizer com franqueza
Nunca falei de mosquito

E hoje eu quero é alertar
Toda a população
Pra combater um mosquito
Que perturba a região  
Mas pra ninguém ser picado
É só seguir meu recado
Fazendo essa prevenção

Eliminando os pneus
Em qualquer lugar parado
Qualquer água acumulada
Tudo tem que ser tampado
Fazendo essa prevenção
Não tem proliferação
E o mosquito é eliminado

Se todos colaborarem
Ela virará um mito
A dengue será banida
Pras pirâmides do Egito 
Zica e o chikungunya
Vou matar todos na unha
Todos nós contra um mosquito

(Lalauzinho de Lalau)

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

É desse jeito...

Eu não quero mais mostrar
Todo o meu vocabulário
As vogais do meu estudo
Palavras do dicionário
Porque só vejo defeito
Pode crê, é desse jeito
Ate que provem o contrário

Se a estrada é desse jeito
Pode crê é muito ruim
As pedras pelo o caminho
Rolam por cima de mim
Eu vou pegar outro atalho
Outra carta do baralho
Pra ver se chego no fim

Pode crê, é desse jeito 
Está faltando a atenção
Ao pobre assalariado
Que faz o calo na mão
Pra enriquecer vocês
Mas quando é final de mês
Não ganha nenhum tostão

Não sou dono da razão
Mais exijo mais respeito
Eu e o povo que trabalha
Nesse país com defeito
Que ninguém é de ninguém
E a terra girando vem
Pode crê, é desse jeito 

(Lalauzinho de Lalau) 

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Domingo que vem, estarei comandando a valgada de João Dias...

http://4.bp.blogspot.com/-PN45VhiY2oQ/VL1BqlgQ1dI/AAAAAAAAHiQ/ipevOvlTVPA/s1600/CAVA%2B1.jpg

Nesse domingo que vem
Dezessete esse é o dia
Nós vamos pra cavalgada
Chico é quem nos prestigia
Com um convite de amizade
João Dias é a cidade
Que vem a cavalaria

João Dias terra adorada
Desse meu sertão fagueiro
Faz a sua cavalgada 
Chico convida primeiro
A festa é boa demais
Chico e Coió é quem faz
E convida cada vaqueiro

No Sitio Saco do Frade
Onde canta a jaçanã
Tem uma concetração
Um belo café da manhã
Vou comandar a cavalaria
Na cavalgada de João Dias
Da terra que eu sou fã

  Alô Chico de Laete
Grande organizador
Que ao lado de Coió
O convite já deixou
Pra quem ama cavalgada 
A festa mais animada
Vamos pra lá, seu doutor!

(Lalauzinho de Lalau)

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Estarei na cavalgada de São Sebastião...


Nesse domingo que vem
Vou fazendo a locução
Na terra de Caraúbas
Pedaço do meu sertão
Terra boa, abençoada
Nós vamos pra cavalgada
Lá, de São Sebastião

Didi é quem chama a gente
Excelente camarada
Ele ao lado de Edilma
E da boa rapaziada
Que tem o maior palpite
É quem lhe faz o convite
Pra irmos pra cavalgada

Vou está na cavalgada
Nesse domingo que vem
Agora, 10 de janeiro
Na terra que eu quero bem
Caraúbas bom lugar 
Nessa eu não posso faltar
Venha cavalgar também

(Lalauzinho de Lalau)

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Estou de férias do rádio, mais não estou da TV...

Eu agora estou de férias
Lá da nossa RPC
Estou ausente do rádio
Mas tinha que lhe dizer
Que breve estarei de volta
E a vontade o peito solta
Com saudade de você

Saudade do meu ouvinte
Do meu sertão brasileiro
Que me escuta todo dia
Dançando um forró maneiro
Sem sair da sintonia
Com muito mais poesia
Vou voltar em fevereiro

Mas mesmo estando de férias
Lá da nossa RPC
Aproveitando a família
Férias do meu bem querer
Trabalhando e viajando
Escrevendo e recitando
Sem esquecer de você

Meu ouvinte carismático
Que escuta RPC
Que gosta do meu trabalho
Que me aplaudi quando ver
Estou de férias do rádio
Mas não estou da TV

(Lalauzinho de Lalau)

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

O ano novo começou...


Com tudo do mesmo jeito
Do ano que se passou
Continuamos na crise
Povo velho sofredor
Que vive do desengano
Começou um novo ano
Mais um ano começou

Hospitais super-lotados
Faltando sempre um doutor
Não temos ortopedistas
O que tinha viajou
Foi curtir o réveillon
Curtiu e achou tão bom
Que ate hoje não voltou

2016 chegou
Trazendo o maior liseu
Bebo ruim tomando cana
Gritando: hoje o dia é meu!
Bote uma por favor
O ano novo começou
E o ano velho morreu

Não sou nenhum pessimista
Quero muito mais amor
Quero um caminho sem pedras
Chuva para o agricultor
Saúde nos hospitais
E um ano cheio de paz
O ano novo começou

(Lalauzinho de Lalau)